Voltar

1º MBR em Portugal

  • CÓDIGO DO PROCESSO

    172.08.AdM

  • DESIGNAÇÃO

    Projecto Base do Subsistema de Saneamento de Vila Nova de Ceira (Góis)

  • DONO DE OBRA

    Águas do Mondego, S.A.

  • CLIENTE

    Águas do Mondego, S.A.

  • LOCAL

    Góis

  • ANO

    2009

  • DURAÇÃO DO CONTRATO

    5 Meses

  • PRINCIPAL OBJECTIVO

    Concepção da Estação de Tratamento de Águas Residuais de Vila Nova de Ceira.

  • DIMENSÃO

    1500 Habitantes Equivalentes

  • ESTIMATIVA ORÇAMENTAL

    1.100.000,00 €

  • DESCRIÇÃO

    A concepção da ETAR de Vila Nova de Ceira teve como base a opção selecionada pela Águas do Mondego, S.A. – Sistema MBR (Reactor Biológico de Membranas) – pelo facto de existir uma captação, próxima, a jusante da descarga. A linha de tratamento da ETAR é composta pelas seguintes etapas:

    (1) Tratamento preliminar:
    » Limpeza mecânica sub-vertical e descarga directa em contentor;
    » Unidade compacta de tratamento, que integra a tamisagem fina, o desarenamento e o desengorduramento;
    » Medição de caudal afluente à ETAR em canal Parshall;
    » Equalização com elevação do efluente através de dois grupos elevatórios submersíveis.

    (2) Tratamentos secundário e terciário (remoção de nutrientes e desinfecção):
    » Lamas activadas em regime de baixa carga (reactor anóxico e aeróbio, MLE);
    » Precipitação química do fósforo;
    » Sistema membranar de microfiltração imerso, distribuído em dois pisos;
    » Aspiração do permeado;
    » Limpeza química in-situ do sistema membranar, com uma solução de hipoclorito de sódio;
    » Armazenamento da água de serviço (após filtração) em reservatório de betão;
    » Medição final de caudal tratado na ETAR em canal Parshall.

    (3) Tratamento da fase sólida:
    » Sistema de purga de lamas submersível da biomassa em excesso no reactor biológico;
    » Espessamento gravítico/armazenamento de lamas;
    » Desidratação em leitos de secagem, em situações de emergência.