Voltar

ETAR de Arazede, Liceia e Verride (Montemor-o-Velho)

  • CÓDIGO DO PROCESSO

    202.09.GGC; 217.10.GGC; 218.10.GGC

  • DESIGNAÇÃO

    Empreitada de Concepção/Construção das ETAR de Arazede, Liceia e Verride em Montemor-o-Velho (Projecto de Execução)

  • DONO DE OBRA

    Câmara Municipal de Montemor-o-Velho

  • CLIENTE

    Guilherme Gonçalves Correia & Filhos, Lda.

  • LOCAL

    Montemor-o-Velho

  • ANO

    2009 - 2010

  • DURAÇÃO DO CONTRATO

    12 Meses

  • PRINCIPAL OBJECTIVO

    Concepção da Solução de Tratamento das Águas Residuais do Sistema de Saneamento de Arazede, Liceia e Verride em Montemor-o-Velho.

  • DIMENSÃO

    5085 Habitantes Equivalentes (Arazede); 4090 Habitantes Equivalentes (Liceia); 1982 Habitantes Equivalentes (Verride).

  • ESTIMATIVA ORÇAMENTAL

    3.000.000,00 €

  • DESCRIÇÃO

    A solução proposta pela CTGA para as ETAR de Arazede, Liceia e Verride foi a selecionada pela Câmara Municipal como a melhor, de entre um conjunto alargado de concorrentes. A linha de tratamento das ETAR é composta pelas seguintes etapas:

    (1) Tratamento preliminar:
    » Gradagem fina de limpeza mecânica realizada por tamisador rotativo;
    » Unidade compacta de tratamento, que integra o desarenamento e o desengorduramento;
    » Gradagem, recepção, equalização e elevação de efluentes de fossas sépticas;
    » Equalização de caudais e de cargas;
    » Medição e elevação da água residual afluente ao tratamento biológico.

    (2) Tratamentos secundário e terciário (remoção de nutrientes e desinfecção):
    » Lamas activadas em regime de baixa carga (SBR);
    » Oxidação da matéria orgânica, nitrificação/desnitrificação e remoção biológica de fósforo;
    » Extracção e armazenamento do efluente tratado biologicamente;
    » Pressurização do efluente sujeito a tratamento terciário;
    » Microfiltração e desinfecção por radiação ultravioleta da totalidade do efluente;
    » Armazenamento do efluente desinfectado;
    » Produção de água de serviço;
    » Medição final de caudal tratado na ETAR em canal Parshall.

    (3) Tratamento da fase sólida:
    » Sistema de purga de lamas submersível da biomassa em excesso nos reactores biológicos;
    » Espessamento gravítico das lamas biológicas;
    » Elevação das lamas biológicas espessadas até à unidade de desidratação;
    » Desidratação mecânica de lamas, por centrifugação;
    » Armazenamento de lamas desidratadas.