Voltar

Projecto de Execução da ETARI da Zona Industrial da Relvinha

  • CÓDIGO DO PROCESSO

    427.15

  • DESIGNAÇÃO

    Elaboração do Projecto de Execução de Reabilitação e Beneficiação da ETAR da Zona Industrial da Relvinha

  • DONO DE OBRA

    Município de Arganil

  • CLIENTE

    Município de Arganil

  • LOCAL

    Relvinha (Arganil)

  • ANO

    2015

  • DURAÇÃO DO CONTRATO

    970 dias

  • PRINCIPAL OBJECTIVO

    Proceder à caracterização quantitativa e qualitativa dos efluentes seguida de Elaboração do Estudo Prévio e do Projecto de Execução.

  • DIMENSÃO

    16000 hab.eq.

  • DESCRIÇÃO

    O projecto para a reabilitação da ETAR DA Z.I. DA RELVINHA foi desenvolvido com base na solução de um Sistema de Biomassa Fixa e Leito Móvel Flutuante, de fluxo contínuo, do tipo MBBR (Moving Bed Biofilm Reactor), de acordo com o seguinte esquema de tratamento:

    Fase Líquida

    Tratamento preliminar:

    Gradagem (15 mm) de limpeza mecânica;

    Recolha e armazenamento dos gradados em contentor de 120 L;

    Medição inicial de caudal afluente;

    Decantação primária em órgão de pré-tratamento;

    Homogeneização e equalização de caudais e cargas em tanque de equalização;

    Elevação e medição inicial de caudal para tratamento secundário;

    Tratamento secundário:

    Depuração prévia do efluente por via físico-química, desenvolvida em equipamento, para períodos de afluência de maior carga;

    Estabilização da matéria orgânica, nitrificação e desnitrificação em reactor de biomassa fixa de fluxo contínuo, operado em regime de baixa carga;

    Passagem do efluente tratado do reactor biológico, para o decantador secundário lamelar;

    Passagem do efluente decantado do decantador secundário, através de caleiras, para o emissário final;

    Recirculação de nitratos da zona aeróbia, para a zona anóxica do reactor biológico, através de electrobombas submersíveis instaladas no reactor biológico;

    Extracção automática das lamas em excesso do decantador secundário, para o órgão de pré-tratamento, por gravidade;

    Medição de caudal de nitratos recirculado, com caudalímetro electromagnético instalado na conduta de recirculação de nitratos;

    Difusão de ar no seio líquido dos reactores biológicos através de um sistema de difusores de bolha grossa;

    Insuflação de ar através de compressores, com medição do caudal de ar;

    Medição contínua de parâmetros como Potencial Redox e Oxigénio Dissolvido;

    Fase Sólida

    Digestão anaeróbia:

    Digestão de lamas mistas no órgão de pré-tratamento, para redução do seu volume, e consequentemente redução da produção de lamas da instalação;

    Desidratação:

    Desidratação das lamas digeridas em unidade centrífuga devidamente apoiada por bombas de extracção de lamas digeridas, e equipamento de produção e adição de agente floculante;

    Armazenamento das lamas desidratadas em contentor multibenne.

    Tratamento de Efluentes de Fossas Sépticas

    Gradagem:

    Gradagem grossa (40 mm) no canal de recepção destes efluentes;

    Equalização:

    Equalização de caudais e cargas afluentes ao processo no tanque de pré-tratamento dos efluentes de fossas sépticas;

    Mistura e agitação do seio líquido através de um agitador submersível;

    Medição contínua do nível de água no tanque de equalização de efluentes de fossas sépticas;

    Elevação das águas residuais para a linha de tratamento através de grupos electrobomba submersíveis (1+1);