Voltar

CTGA REALIZA A REVISÃO DOS PROJECTOS PARA O ABASTECIMENTO DE ÁGUA AOS CONCELHOS DE LEIRIA, BATALHA E PORTO DE MÓS
01
Março

A Águas do Mondego, S.A. contratou os serviços do CTGA para efectuar a revisão dos projectos relativos ao empreendimento “Mata do Urso – Produção – Monte Redondo/Amor e Sistemas Adutores – Sectores Norte e Sul”, que irá fornecer, em “alta”, a água tratada ao concelho de Leiria e, no futuro, a dois concelhos a sul deste, são eles Batalha e Porto de Mós.

O Sistema Adutor da Mata do Urso – Sector Norte, integra as infra-estruturas de ligação entre as Captações/Furos da Mata do Urso, e o denominado Nó 1, em Amor, com uma extensão total de cerca de 11,5 Km, contemplando igualmente a execução das condutas adutoras Mata do Urso – Monte Redondo/Paúl – Lavegadas/Arroteia – Nó I, com cerca de 3,5 Km e 8 Km de comprimento, respectivamente, e dois reservatórios apoiados/semi-enterrados, em Monte Redondo/Paúl e Lavegadas/Arroteia, o primeiro com capacidade útil de 3000 m3 e o segundo de 5000 m3. Para além destas infra-estruturas, está ainda prevista a execução de uma estação elevatória em Monte Redondo/Paúl, com intuito de alimentar o reservatório de Lavegadas/Arroteia.

O Sistema Adutor da Mata do Urso – Sector Sul prevê a execução das condutas adutoras Nó 2 – Reservatório de Gândara, com cerca de 2 Km de extensão, Reservatório de Gândara – Reservatório da Boavista, com uma extensão de aproximadamente 2,6 Km, e Nó 3 – Reservatório de Cruz de Areia, terá uma extensão de cerca de 3 Km. Para além destas infra-estruturas, está ainda prevista a execução dos novos reservatórios de Gândara e de Barosa, com capacidade útil de 6000 m3 e 1000 m3, respectivamente, e duas estações elevatórias associadas a estes reservatórios.

Actualmente, estes projectos encontram-se em fase de Concurso Público para a empreitada de construção, lançado pela Águas do Mondego, S.A., e o prazo contratual previsto para a execução é de 15 meses.